Danbury, CT - Saturday, August 30 2014
Home | Notícias | Saúde

Saúde

Água: quantos copos você precisa beber?

Sempre se ouviu dizer que oito copos - cerca de dois litros - diários são o mínimo para manter o corpo hidratado. mas novas pesquisas sugerem que não.

Versão para impressão  Versão para impressão
Enviar para um amigo  Enviar para um amigo

Desde os anos 1990, profissionais da saúde em todo o mundo propagam a idéia de que o consumo de oito copos de água por dia ajuda o organismo a se manter hidratado, a eliminar toxinas e a perder peso. A “ode ao líquido” ainda completa que beber água é bom para curar dor de cabeça e manter a pele tonificada, prevenindo o aparecimento de rugas.

Tudo isso porque estudiosos constataram que um adulto saudável, de porte médio, tem uma perda diária de dois litros de líquidos. Para deduzir que repor essa medida era o ideal para a ingestão foi um pulo. Agora, uma nova pesquisa realizada por especialistas da Universidade da Pensilvânia, nos EUA, desmitifica os supostos poderes da água e defende que há poucas evidências de que o alto consumo do líquido traga benefícios reais à saúde.

Os médicos Dan Negoianu e Stanley Goldfarb revisaram várias pesquisas publicadas sobre o assunto. Eles observaram que pessoas que vivem em climas quentes e secos têm mais necessidade de beber água, assim como os atletas. Pacientes com alguns tipos de doença também se beneficiam da ingestão do líquido, mas, segundo um porta-voz dos cientistas, “não há dados que comprovem tais benefícios em pessoas com a saúde em equilíbrio”

Apesar de a água ajudar o corpo a se manter hidratado, nada prova que sua ingestão forçada - quando a pessoa não sente sede - previne o organismo contra a desidratação. Os cientistas ainda analisaram a teoria de que, ao beber água, a pessoa se sentiria satisfeita, comeria menos e perderia peso. Também nenhuma conclusão consistente foi encontrada. No entanto, o golpe mais duro (pelo menos para as mulheres) tenha sido a constatação de que nenhum benefício clínico comprovado mostrou que a água seria um elixir para manter a pele tonificada.

Ingestão forçada
Muita gente procura consumir os dois litros de água “recomendados” diariamente, mas nem todos conseguem. Para quem não completava a tarefa, a culpa era a parceira do final do dia, uma vez que o rim não funcionaria direito, a pele ficaria ressecada e os quilos indesejados permaneceriam. Saber que tudo isso não passa de uma tremenda especulação traz um alívio danado.

Segundo o clínico geral Paulo Olzon Monteiro da Silva, chefe da disciplina de Clínica Médica da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), a quantidade adequada para cada um é variável. “Devemos beber água sempre que sentirmos sede. Não acontece de ingerirmos menos líquido de que precisamos, exceto em casos especiais, como febre muito alta ou coma”, afirma o médico.

A quantidade ideal de ingestão depende de algumas variáveis, por exemplo, se o tempo está seco, se está quente ou frio, se a umidade do ar está baixa, se a pessoa faz alguma atividade física ou não. E tudo isso varia de pessoa para pessoa. Por exemplo, quem sua muito, durante o verão, vai precisar de mais água do que outra pessoa que sua menos, na mesma época. Como saber, então, o quanto ingerir de liquido por dia? Fácil: beba água sempre que sentir sede.

Existe uma região no cérebro - muito inteligente - chamada hipotálamo. É lá que o organismo “sente” a concentração do sangue e a necessidade, ou não, de ingerir líquidos. A sede é o aviso do hipotálamo de que está na hora de beber água. “Nós temos um controle automático, e muito eficiente, do quanto devemos ingerir de água. Nosso organismo controla sozinho essa necessidade”, enfatiza Olzon.

MITOS E VERDADES

Beber água durante as refeições faz mal?
Ingerir um pouco de líquido durante as refeições não faz tão mal quanto se prega, desde que não seja um hábito freqüente ou, se for, que não ultrapasse a quantidade de 200 ml. Porém, quem costuma ingerir muitas fibras deve evitar, pois a fibra vai passar mais rapidamente pelo intestino, diminuindo sua função.

Em quais casos a ingestão de líquido e sólido, juntos, é prejudicial?
Quem possui problemas como refluxo, esofagite, gastrite, hérnia de hiato e outros problemas na mucosa gástrica não deve ingerir líquidos durante as refeições. “O ideal mesmo é que se consumam líquidos uns 30 minutos após o término da refeição”, afirma a nutricionista Milana Dan.

Posso beber água ao praticar exercícios físicos?
No caso da prática de atividade física, o mais correto é consumir água antes, durante e depois do exercício. “Beber água apenas após o término do exercício não é recomendado, uma vez que durante a prática há muita perda de líquido e seu organismo ficará debilitado até que o exercício termine”, recomenda Milana.

Muitas pessoas alegam nunca sentir sede. o que elas devem fazer?
Os médicos ouvidos nessa matéria foram unânimes em afirmar que todo mundo sente sede, sim, e isso acontece quando o organismo precisa repor a água perdida. Algumas pessoas têm a idéia de não sentir sede porque, muitas vezes, não estão acostumadas a tomar água pura. Mas, toda vez que tomam qualquer outro líquido como refrigerante, suco, chá ou café, estão repondo o líquido de que o corpo precisa, e a “vontade” de ingerir essas bebidas é a manifestação da sede.

Fonte: vivasaudedigital.com.br
Comentários
Carregando...
Edição Impressa
Assine nossa Newsletter
Entre com seu e-mail abaixo para receber nossa newsletter

Comunidade News | Expediente | Fale Conosco | Política de Privacidade | Login

© Comunidade News LLC.

Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Comunidade News LLC. <a href="http://marcusnunes.com" title="Marcus Nunes">Marcus Nunes</a> <a href="http://jovemempreendedor.com" title="Jovem Empreendedor">Jovem Empreendedor</a> <a href="http://56coisas.com" title="Listar metas">Listar metas</a>
Connecticut - New York - New Jersey
  Capa | Videos | Expediente | Fale Conosco
Buscar: